Todos regressaram às suas casas com algo mais do que quando partiram.

ob o tema “Equipa-te e vem descobrir os ovos da Páscoa que ficaram perdidos”, estes adolescentes foram postos à prova com vários desafios que exigiram não só o raciocínio como um nível físico adequado – como se costuma dizer: “Alma sã em corpo são!”.

EQUIPA-TE e vem procurar os ovos da páscoa!

O Equipa-te surge com o intuito de promover a integração social de adolescentes de famílias carenciadas, através do desenvolvimento de atividades lúdico-pedagógicas.
Na lógica da igualdade de oportunidades também damos a oportunidade de outros adolescentes de se inscreverem, caso existam vagas por preencher.

NÃO NOS MASCARÁMOS, EQUIPÁMO-NOS!

Estes dias podem ser descritos como uma “salada de emoções” e, apesar do cansaço, os sentimentos que prevalecem, são a alegria, a união e a cooperação. Neste Carnaval, a Cáritas Jovem e os monitores que colaboraram saem com a sensação de missão cumprida e com a certeza de que voltaram a abrilhantar as férias de um grupo de jovens.

Algo que nos molda lentamente.

Quando me pediram para ser monitor do Equipa-te não vacilei muito. Sabia que seria parecido com a colónia de férias, mas mais curto e mais intensivo, e como estava livre aceitei. Não pensei que pudesse ser assim tão diferente, e não podia estar mais enganado.

Este Carnaval mascarei-me e Equipei-me!

Conheço muita gente que se dá muito aos outros e que gosta de o fazer, e estou habituada a isso nos meus meios mais conhecidos, mas quando saio um pouco deles e salto para outros, dificilmente o encontro, aqui foi o contrário. Muitos Parabéns por isso.

Este Carnaval não me mascarei, equipei-me!

No final das contas valeu a pena deixar as máscaras e os disfarces de lado, calçar os ténis e subir ao alto da Fórnea, pois a certeza de que deixei a minha marca num projeto melhor deixa-me mais animada que qualquer boa festa de Carnaval.

Neste Carnaval não te mascares. Equipa-te!

O Equipa-te surge com o intuito de promover a integração social de adolescentes de famílias carenciadas, através do desenvolvimento de atividades lúdico-pedagógicas.
Na lógica da igualdade de oportunidades também damos a oportunidade de outros adolescentes de se inscreverem, caso existam vagas por preencher.